O QUE É?

A cirurgia oculoplástica é a área da oftalmologia que cuida dos anexos oculares, ou seja, pálpebras, região periocular, vias lacrimais e órbita. Trata-se, portanto, do cuidado de todos os elementos que protegem os olhos e a visão.

Um oculoplástico é o médico oftalmologista capacitado para tratamento reconstrutivo e estético das pálpebras, vias lacrimais e órbitas. Escolha cirurgiões certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular – SBCPO (https://www.sbcpo.org.br/medicos/).

PERGUNTAS FREQUENTES
Aqui você encontra as principais dúvidas
em relação à cirurgia. Conte Conosco!


QUAIS AS ALTERAÇÕES MAIS FREQUENTES QUE PODEM SER TRATADAS PELO OCULOPLÁSTICO?

EXCESSO DE PELE E BOLSAS DE GORDURAS PALPEBRAIS

Geralmente, aparecem como resultado de tendências hereditárias ou com a idade. Alergias e o fumo podem acelerar o envelhecimento das pálpebras e provocar o aparecimento de bolsas relativamente cedo. A blefaroplastia é o procedimento estético utilizado para a remoção do excesso de pele e tratamento das bolsas gordurosas palpebrais superiores e inferiores, com o principal objetivo de conceder o rejuvenescimento do olhar e proporcionar ao rosto uma expressão mais harmoniosa, alegre e descansada.

PTOSE PALPEBRAL

Ptose palpebral ou blefaroptose é a condição em que a margem palpebral, encontra-se mais baixa do que a sua posição normal. Além de ser um problema estético, a ptose também pode causar restrição do campo visual superior ou oclusão do eixo visual, sendo essa última especialmente grave em crianças, quando pode comprometer o desenvolvimento visual.

RETRAÇÃO PALPEBRAL

As doenças da tireoide (hipertireoidismo) podem acometer os olhos levando à protusão do globo ocular para fora e/ou retração das pálpebras (“olhos arregalados”).

Pálpebras que viram para fora (Ectrópio)

Ectrópio é uma condição onde a margem palpebral se dobra para fora (fica evertida) de modo que a sua borda não entra em contato com o globo ocular, causando a exposição do mesmo.

Pálpebras que viram para dentro (Entrópio)

Entrópio é uma condição onde a margem palpebral se dobra para dentro (fica invertida), fazendo com que os cílios toquem o globo ocular, podendo provocar danos à córnea, como ceratites, abrasões, cicatrizes que podem levar à perfuração ocular ou até mesmo à perda visual.

TRIQUÍASE

A triquíase é uma alteração na direção dos cílios, que ficam anormalmente encurvados e dirigidos para o globo ocular. A faixa etária mais acometida é acima dos 40 anos e geralmente o paciente já teve alguma história de autoepilação ou mesmo cauterização dos cílios.

TUMORES

Como qualquer outra parte do corpo, os olhos e os anexos oculares (pálpebras, região periocular, vias lacrimais e órbita) estão sujeitos a uma grande variedade de tumores. Todas as pintas, novas ou crescentes, e feridas que não cicatrizam na pálpebra ou na região periocular devem ser avaliadas para se certificar de que não se tratam de câncer. Um diagnóstico precoce e a remoção cirúrgica são fundamentais para um bom prognóstico e evitar cirurgias reconstrutivas mais complexas.

OBSTRUÇÃO DAS VIAS LACRIMAIS A Dacriocistorrinostomia (DCR) é a cirurgia que corrige a obstrução das vias lacrimais, através da ligação direta entre saco lacrimal e o meato médio da cavidade nasal. A DCR pode ser realizada por via externa, endonasal ou transcanalicular com laser. O procedimento é indicado em crianças e adultos, sob anestesia geral ou sedação endovenosa.

DESCOMPRESSÃO DE ÓRBITA

A descompressão de órbita é um procedimento cirúrgico para o tratamento da proptose ocular ou exoftalmo, que é a projeção dos olhos para fora da órbita. Na maioria das vezes essa cirurgia faz parte da reabilitação cosmético-funcional dos pacientes acometidos pela doença de Graves.

FONTE: https://www.sbcpo.org.br/

Cirurgia
Refrativa
Saiba mais
Cirurgia da
Catarata
Saiba mais
Cirurgia
de retina
Saiba mais
Cirurgia
do Glaucoma
Saiba mais
Cirurgia
da córnea
Saiba mais
Cirurgia
Plástica
Saiba mais

TELEFONES

(81) 3036-9595

REDES SOCIAIS

CONTATO

Fale agora Ligue Agora