Procura por cirurgia de catarata cresce com a pandemia.

Image

Com a pandemia, de acordo com o Conselho Federal de Medicina,houve uma queda de 27 milhões de procedimentos de saúde não emergenciais em2020, como consultas e exames. Por outro lado, nos últimos meses cresceu em 90%a busca por cirurgia de cataratas nos sites de busca. Esses números têm algumarelação?

Para a oftalmologista Catarina Ventura, diretora do Institutode Olhos Fernando Ventura, a relação é direta. Segundo ela, com a ausência dosexames de rotina causados pelo coronavírus, o diagnóstico de catarata (e maisoutros problemas) cresceu nos últimos tempos.

"Aqui na nossa clínica, tivemos uma procura muito grandede pacientes com catarata. Os exames do checkup são fundamentais para descobrire tratar esses distúrbios antes que eles comprometam seriamente a capacidade deenxergar. A realização dos exames é a possibilidade de ter uma avaliaçãocompleta da saúde da visão", disse a médica.

Catarina acrescentou ainda que outra doença muito impactadapela ausência de exames de rotina foi o glaucoma, problema crônico que podelevar a uma cegueira irreversível. "Além da falta de exames, a pandemiainfluiu diretamente no aumento do uso de óculos entre as crianças, por conta domuito tempo em frente das telas", acrescentou a oftalmologista do IOFV.

O Conselho Federal de Medicina destacou que a oftalmologiafoi uma as áreas mais afetadas de março a dezembro de 2020, em comparação com omesmo período no ano anterior, com redução de 34% da procura dos exameseletivos. Só perde para citopatologia (-51%), neurologia (-40%),anatomapatologia (-39%) e cardiologia (-38%).

 A doença tem como principais sintomas a visão embaçada e comopacificação do cristalino (lente natural do globo ocular), que impede aentrada de incidência de raios solares nos olhos, gerando a perda de acuidadevisual no decorrer dos anos.

TELEFONES

(81) 3036-9595

REDES SOCIAIS

CONTATO

Fale agora Ligue Agora