Conheça a catarata de índice, doença rara que acomete míopes

Existem algumas cataratas mais conhecidas, como senil, congênitas, traumáticas, entre outras. No entanto, há também uma rara, a de índice, que acomete pessoas com miopia. O oftalmologista Alexandre Ventura, diretor do Instituto de Olhos Fernando Ventura, realizou uma cirurgia para correção do problema nesta semana e explicou o motivo do surgimento desta doença.

“A paciente em questão tem um pouco mais de 40 anos de idade e o grau começou a aumentar demais, fazendo com que ela tivesse dificuldade mesmo usando os óculos. Ela já havia sido operada de miopia a laser no ano passado, tinha uma boa visão e começou a ter um ‘embolamento’. Identificamos a presença da catarata de índice, comum em pacientes míopes. Nesse tipo da doença há uma mudança de grau muito abrupta e existe necessidade de tratamento”, explicou Alexandre Ventura.

OUTROS TIPOS DE CATARATA

Além da rara catarata de índice, Alexandre Ventura destaca as existências das congênitas, das traumáticas e da senil. De acordo com o oftalmologista, a senil é inevitável e todas as pessoas terão em algum momento. Já casos dos outros tipos, com o avanço da medicina preventiva, estão diminuindo com o passar dos anos.

“A mais comum é a senil, quando acontece acima dos 60 anos. Todo mundo vai ter e, quem tiver, pode comemorar, pois conseguiu viver até essa idade (risos). É inevitável o problema. As outras são traumática, congênita, infantil e induzida por drogas”, disse Alexandre Ventura.

Segundo o médico, o avanço da vacinação em massa evitou que as cataratas congênitas evoluíssem ainda mais. Alexandre Ventura explica que o problema na saúde ocular era passado da mãe para o feto, mas a prevenção bloqueou a transmissão.

“Se a paciente tinha rubéola na gestação, fatalmente a criança ia nascer com a catarata congênita. Hoje, a gente não vê isso mais. O tratamento da catarata é cirúrgico e você deve consultar o seu oftalmologista para prevenir”, ressaltou o oftalmologista e diretor do IOFV.

SINTOMAS DE CATARATA

– Visão turva, embaçada ou nublada;

– Dificuldade para enxergar com nitidez, ler, dirigir e andar;

– Sensibilidade à luz, especialmente do sol e dificuldade de dirigir à noite, devido à intensidade dos faróis;

– Visão dupla: enxergar duas imagens, caso feche um dos olhos;

– Mudanças contínuas no grau dos óculos;

– Pontos luminosos e reflexos ao redor das luzes;

– Alteração da percepção das cores;

– Melhora repentina para enxergar de perto, que desaparece e dá lugar à catarata avançada.

 

 

telefones

Redes Sociais

Contato

    IOFV – Instituto de Olhos Fernando Ventura © 2022 – Todos os direitos reservados – Política de Privacidade
    IOFV – 021.145.158/0001-20 | CEVIPE – 13.436.962/0001-30
    Desenvolvido por Sale Marketing